Notícias

Produtores rurais podem antecipar a vacinação antiaftosa para animais que participarão de eventos pecuários

04/04/2018 - Dinalva Martins/Governo do Tocantins

A partir do dia 11 de abril, a antecipação da vacinação contra febre aftosa está autorizada para os produtores rurais que levarão seus animais para participarem de eventos pecuários. Para tanto, é necessário que o pecuarista procure à Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) para assinar o termo de compromisso que permitirá a compra da vacina nas lojas agropecuárias. Em 2017, o Tocantins realizou 714 eventos (leilões e feiras) com a movimentação de mais de 631 mil bovinos.

Essa excepcionalidade possibilita que produtor movimente o rebanho de acordo com as normas sanitárias, pois a medida garante o cumprimento obrigatório do período de carência para movimentação do rebanho, uma vez que o prazo é de 15 dias para os primos-vacinados (vacinados pela primeira vez) e sete dias para animais com duas vacinações. Vale lembrar que somente os que têm três ou mais vacinações comprovadas estão livres de carência.

A diretora de Defesa, Sanidade e Inspeção Animal da Adapec, Regina Barbosa, explica que, ao ser solicitada a autorização para antecipar a vacinação, é obrigatório vacinar todos os bovídeos (bovinos e bubalinos) da propriedade rural, e não só os que participarão de eventos, além de comprovar o ato até dez dias após a compra da vacina. “A vacinação poderá ser acompanhada pela Agência, nos casos em que julgar necessário”, complementa.

Campanha

A primeira etapa de vacinação contra febre aftosa será realizada entre os dias 1º e 31 de maio, onde a previsão é vacinar mais de 8,7 milhões de bovídeos, em aproximadamente 56,4 mil propriedades rurais. A comprovação também é obrigatória e deverá ser realizada até 10 dias após a compra da vacina nas unidades da Adapec.

Recadastramento de propriedades rurais

A Adapec aproveita a oportunidade para alertar o proprietário ou posseiro de terra para recadastramento gratuito de propriedades rurais, que está previsto para ser encerrado no dia 9 de maio.  Quem deixar de recadastrar terá a ficha bloqueada para movimentação de qualquer espécie animal, até a regularização dos dados. A medida vale para todos os proprietários de imóveis rurais, independente de ter criação de animais ou produção agrícola.

Para efetuar o recadastramento, o produtor deve procurar a Agência, munido da documentação pessoal e do imóvel. A documentação necessária está disponível nos escritórios da Adapec ou pelo site www.adapec.to.gov.br. Para obter mais informações, o produtor também pode ligar no 0800 63 11 22.